Sobre Nós

Natureza da instituição e seu contexto

A Escola Secundária de Fermil de Basto foi criada em 1972, como Escola Técnica (Secção da Escola Técnica da Régua), com os Cursos Gerais de Agricultura, Formação Feminina, Mecânica e Eletricidade, o que correspondia às necessidades da Região de Basto e às solicitações dos jovens de então.

Contudo, apenas o Curso Geral de Agricultura e de Formação Feminina funcionaram, pois a falta de oficinas e de equipamento impediram a existência dos restantes.

As alterações sucessivas no sistema de ensino levaram à extinção dos Cursos Gerais, surgindo os Cursos Unificados com a área de Trabalhos Oficinais, que incluía, entre outras, a Hortofloricultura e Criação de Animais (7º e 8º anos), o 9º ano - com a área vocacional de Agropecuária e Produção Alimentar - e os Cursos Complementares com a formação Vocacional de Produção Agropecuária (com as disciplinas de Produção Vegetal, Solos e Climas e Zootecnia) do 10º e 11º anos Via Ensino.

Posteriormente (1977), foi criada, nesta Escola, a via profissionalizante-12º ano- Técnico de Agricultura/Agropecuária, que dava acesso direto às Escolas Superiores Agrárias.

Em 1984, foram criados nesta Escola os Cursos Técnico Profissionais de Agropecuária (em regime de experiência pedagógica) e, em 1985, os Técnico-Profissionais Florestais (Escola pioneira na criação deste curso).

Com a reforma do ensino, novamente se verificam profundas transformações na dinâmica da Escola, com a criação, em 1992, da Escola Profissional Agrícola de Fermil de Basto que, para servir a Região de Basto, surge com dois cursos profissionais de âmbito local: Técnico de Gestão Agrícola e Técnico Florestal. No ano letivo 92/93, candidatou-se a dois novos cursos profissionais de Técnico de Gestão Ambiental e Paisagístico e Técnico Agroflorestal – pretendendo, deste modo, dar realização às perspetivas da zona, amplamente divulgadas num encontro de autarquias realizado em Celorico de Basto, em 1992.

Em 1995, com a Portaria n.º 324/95 de 18 de abril, D.R. n.º 91 de 18/4/95, a Escola Secundária de Fermil de Basto é convertida em Escola Profissional Agrícola de Fermil de Basto de natureza pública.

Controlo dos Documentos e Registos da Qualidade

A Escola diversificou a sua oferta de formação com o funcionamento dos cursos profissionais Técnico de Turismo Ambiental e Rural e Técnico de Gestão de Pequenas e Médias Empresas e Cooperativas.

O Despacho n.º 1587/2005 (2ª série), de 24 de janeiro, altera a designação da Escola para Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto.

A Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto (EPF,CB) foi criada com a vocação de certificar os seus alunos numa dupla vertente: escolar e profissional.

A sua oferta formativa reveste-se de particular importância no contexto específico da Escola que se insere num meio marcado por baixas taxas de escolaridade, formação e qualificação e uma elevada incidência de desemprego. A existência desses cursos permite, assim, a jovens e adultos, a conclusão do ensino obrigatório e secundário e a transição para o mundo do trabalho com qualificação profissional.

A EPF,CB, proporciona uma oferta formativa diversificada a nível de cursos profissionais de nível IV, podendo, contudo, proporcionar outros níveis de ensino se, para tal, for autorizada.

Nota: Os documentos estão no formato Acrobat Reader (.pdf). Caso não possua o Acrobat Reader, aceda ao site da Adobe e transfira o programa (gratuito).

Estrutura e Organização Pedagógica e Administrativa